sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

O que significa ser concebido em pecado? Com a Palavra, Steven Lawson


“Contra ti, contra ti, pequei e fiz o que tu reprovas, de modo que justa é a tua sentença e tens razão em condenar-me. Sei que sou pecador desde que nasci, desde que me concebeu minha mãe.” Salmo 51.4-5

Aqui Davi fez um exato diagnóstico do problema do coração humano, a saber: desde o momento da concepção, todas as pessoas possuem uma natureza ímpia, que busca e pratica iniquidade. Ninguém nasce num estado de neutralidade moral. Ao contrário, todos nascem em pecado e vivem em pecado, como o porco na lama, enquanto não nascem de novo. J. J. Stewart comenta: “Agora o pecado é considerado em sua origem. Deus o meu primitivo ser, desde a hora em que fui concebido, o pecado tem estado comigo. A pecaminosidade consiste não meramente em tantos ou quantos atos pecaminosos, mas numa natureza pecaminosa e corrupta”. João Calvino acrescenta:

“Somos mimados no pecado desde primeiro momento em que estamos no ventre materno [...] A passagem nos propicia um notável testemunho em prova do pecado original vinculado por Adão a toda a família humana. [...] Tanto nesse lugar como em outros, a Bíblia assevera claramente que nascemos em pecado, e que ele era uma agressor desde quando viu a luz do mundo. [...] Adão, em sua queda, foi despojado da retidão original, sua razão foi enebrecida, sua vontade oi pervertida, e [...] sendo reduzido a este estado de corrupção, ele trouxe filhos ao mundo semelhantes a ele no caráter. [...] Quando ele caiu, todos nós fomos privados com ele de nossa integridade original.”

            Todos os bebês nascem com uma natureza radicalmente corrupta, que afeta toda a parte interna. Em consequência, o homem peca muitas vezes contra outros homens, mas todo pecado é, em última instância, contra Deus.
           
LAWSON, Steven. J. In: Fundamentos da Graça: longa linha de vultos piedosos, volume I. Traduzido por Odayr Olivetti.  São José dos Campos, SP: Editora Fiel, 2012. Capítulo 5: Monarcas se inclinam diante do Deus soberano, pp. 201-202.

Rodrigo Ribeiro
@rodrigolgd


Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. Segundo os muito religisos, o próprio acto sexual é um acto pecaminoso, já que nasce desse pecado mortal chamado luxúria. Assim, todos nós fomos em pecado concebidos. E todos nascemos pecadores, pois transportamos connosco os pecados cometidos em vidas passadas.

    ResponderExcluir